Adesão ao MMM

quarta, 08 de fevereiro de 2023 Voltar

CNM 43 anos: fundadora do MMM parabeniza a entidade e destaca ações conjuntas pela representatividade feminina

260420222 mmm na marcha 2Antes mesmo da criação do Movimento Mulheres Municipalistas (MMM), lideranças femininas de todo o país já atuavam em defesa dos Municípios e foram fundamentais para o surgimento da Confederação Nacional de Municípios (CNM), em 8 de fevereiro de 1980. Ao completar 43 anos de existência da entidade municipalista nesta quarta-feira, a fundadora do MMM, Tania Ziulkoski, parabeniza a entidade e destaca que a trajetória do municipalismo se confunde com a própria existência do MMM, sendo protagonistas na busca de melhorias para a população das cidades e no aumento da representatividade feminina nas decisões políticas.

As conquistas ao longo de mais de quatro décadas tiveram a participação de várias prefeitas, vereadoras, secretárias e outras representações municipais que se uniram pelo fortalecimento do movimento municipalista. Ao mesmo tempo em que participam dos debates para garantir o atendimento mais digno aos habitantes de seus respectivos Municípios, as lideranças femininas locais enfrentam o obstáculo adicional de inserir mais mulheres nas tomadas de decisão em todos os entes federados.

É na sinalização de acreditar no empoderamento das mulheres por meio do MMM que Tania Ziulkoski recorda os avanços que fez do movimento municipalista brasileiro um dos mais representativos do mundo e elenca alguns dos desafios para que cada vez mais as mulheres tenham visibilidade na política.

“Essa longa caminhada das mulheres nasceu junto com a CNM. A maior participação das mulheres na política local e no movimento municipalista é essencial para a conquista de Municípios mais desenvolvidos e capazes de acolher a diversidade de seu povo. Neste 8 de fevereiro, eu felicito a nossa querida Confederação por mais um aniversário e as nossas mulheres guerreiras que ajudaram na construção de uma entidade de excelência”, congratulou a primeira-dama do municipalismo brasileiro.

Ações do MMM
Fundado oficialmente em 2017 durante a programação da Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios daquele ano, por Tania Ziulkoski e Dalva Christofoletti, o MMM é um movimento apartidário que pretende aumentar a participação das mulheres em cargos de decisões políticas assim como aumentar o protagonismo feminino na formulação das políticas públicas que melhorem a vida dos cidadãos nos Municípios. Ao longo dos quase seis anos de atuação, o MMM já participou de diversos eventos e recebeu homenagens pelo trabalho desenvolvido.

O grupo realizou mais de 40 eventos nacionais e internacionais, foi representado por prefeitas em ações desenvolvidas em dez países, executou projetos com financiamento internacional para fortalecimento de políticas públicas de mulheres, realizou seminário internacional para a disseminação das boas práticas implementadas por prefeitas brasileiras durante a pandemia, ampliou o número de prefeitas participando da diretoria da CNM e instalou seis MMMs Regionais, além de promover quatro encontros nacionais com senadoras e deputadas federais.

A ação mais recente do grupo que ganhou destaque foi o lançamento do Livro Políticas Públicas de Gênero no contexto da gestão local: enfrentamento da Covid-19. Resultado de um evento em que lideranças femininas, inclusive de Portugal e Espanha, puderam compartilhar suas experiências enquanto gestoras durante a pandemia, o livro é a compilação dos relatos das gestoras e participantes do evento sobre os desafios da mulher na política.

No Congresso Nacional, as representantes do MMM se fizeram presentes ao ampliar o diálogo com a bancada feminina de deputadas e senadoras, no intuito de apresentar e debater a pauta prioritária. Na Casa, o grupo também recebeu algumas homenagens pelo trabalho que vem desenvolvendo junto às prefeitas. Conheça mais detalhes do MMM aqui


Da Agência CNM de Notícias